Bacalhau com natas à D. Maria José


4 pessoa(s)
75 minutos
Dificuldade Médio
Barato

Bacalhau cozido e lascado, alourado no forno envolvido num estufado ligeiro de cebola e batata e molho branco com natas. É acompanhado de uma salada.

Como fazer Bacalhau com natas à D. Maria José

  • 1Dê uma cozedura rápida ao bacalhau em 0,5 litro de leite. Retire a pele e as espinhas e parta-o às lascas. Reserve o leite. Descasque as cebolas e corte-as às rodelas finas e leve-as ao lume num tacho com água só a cobri-las, juntamente com alho picado e deixe cozer em lume brando. Vá acrescentando uns pingos de água se achar necessário.
  • 2Entretanto, corte as batatas em palha, lave-as em água corrente, escorra-as bem e seque-as num pano. Depois da cebola cozida reduza-a a puré, acrescente o azeite e envolva-o no puré de cebola. Junte as batatas, tape o tacho e deixe refogar, em lume muito brando, até as batatas ficarem quase cozidas. Sacuda o tacho de vez em quando. Junte o bacalhau, mexa e deixe apurar um minuto ou dois.
  • 3Prepare o molho branco: num tachinho, misture a farinha com 4 colheres de sopa de leite de cozer o bacalhau; mexa até formar uma papa lisa e leve ao lume; junte, aos poucos o restante leite quente, mexendo continuamente; retire do lume e junte as natas e uma colher de sopa de margarina; mexa, e tempere com sal, pimenta e noz moscada.
  • 4Coloque num tabuleiro untado previamente com margarina, o preparado de bacalhau e batatas misturado com metade do molho branco e por cima espalhe o restante molho. Polvilhe com queijo ou pão ralado e leve ao forno aquecido a 190ºC até alourar bem. Sirva de seguida acompanhado de uma salada.
Ingredientes
  • 3 postas bacalhau demolhado
  • 1 kg batatas
  • 1 dl azeite
  • 2 und. 2 cebolas grandes e 3 dentes de alho
  • 40 g farinha
  • 1 col. sopa margarina becel
  • 5 dl leite magro
  • 2.50 dl natas light
  • q.b. sal, pimenta e noz moscada
  • q.b. queijo magro ralado ou pão ralado
Notas
Este prato de bacalhau, apesar das natas, é mais saudável porque as batatas não são fritas directamente no óleo, nem a cebola refogada no azeite, nem a farinha para o bechamel frita na margarina. É tudo um pouco estufado ficando mais leve, sem, no entanto, perder o sabor.